DOAÇÕES DE MATERIAL BÍBLICO PARA CRIANÇAS. É RÁPIDO E SEGURO!

Seguidores

O que você procura?

Carregando...

1 de agosto de 2016

Antenados - Os desafios culturais das missões.


Bons assuntos, convidados de altíssimo nível e uma pitada de humor são os ingredientes que fazem do Antenados Na Geral um programa atual, dinâmico e muito informativo. O programa Antenados na Geral vai ao ar As 16:30 horas (horário Brasília) de Segunda a Sexta e é apresentado por André Câmara.

Para assistir pela internet acesse no link: http://boasnovas.tv/assista/ao-vivo

Curta a pagina do antenados https://www.facebook.com/antenadosnageral

O vídeo abaixo é ótimo. Vale a pena assistir e se informar melhor sobre os desafios culturais das missões.

CIEM 2016 - Matrículas abertas!


Indicamos o CIEM - Centro Integrado de Educação e Missões como uma das instituições sérias no ensino da Palavra e de Missões no Rio de Janeiro.

Centro Integrado de Educação e Missões
Rua Uruguai, 514 - Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
www.ciem.org.br - (21) 2570-6793

31 de julho de 2016

Dica de Leitura: Ensinando para Transformar Vidas.


Howard Hendricks (1924 - 2013) foi professor do Seminário Teológico de Dallas, pastoreou a Igreja Presbiteriana Independente do Calvário - hoje Igreja Bíblica do Calvário - em Fort Worth, Texas.

Hendricks é autor de mais de 18 exemplares de livros, ajudou muitos líderes cristãos através de um processo de mentorização.

O livro "Ensinando para Transformar Vidas" traz lições e ferramentas fascinantes de experiências adquiridas por ele em mais de 30 anos de atividade pedagógica. Se você deseja estudar e se preparar como um bom pregador da palavra é imprescindível que você leia este livro. É de fácil assimilação e ajudará muito na transformação na vida de todos que cercam sua vida.

Dica de Leitura: O Clamor do Mundo.


"O Clamor do Mundo" é um livro que não pode deixar de ser lido por nenhum vocacionado ao campo missionário e deve ser leitura obrigatória de qualquer pastor ou missionário.

Oswald J. Smith (1889 - 1986) foi pastor da Igreja do Povo, em Toronto, no Canadá, homem que segundo relatos sustentou centenas de missionários e é conhecido por ter enviado mais missionários para o mundo do que qualquer igreja de sua época.

O livro "O Clamor do Mundo" nos faz descobrir a única razão pela qual a igreja existe e missões é uma necessidade. Faz o leitor sentir o coração bater mais rápido e o sangue pulsar. Um homem que colocava como prioridade em sua igreja a evangelização e os resultados de sua decisão você encontra dentro deste livro maravilhoso.

29 de julho de 2016

3º Congresso Nacional de Evangelização do Sertão Nordestino.


O Movimento Evangeliza Sertão existe desde 2012 e tem como uma de suas propostas:

"Propomos uma mobilização nacional, que leve igrejas e demais organizações evangélicas de todo o Brasil a considerar o Sertão Nordestino como seu campo missionário prioritário nestas 10 anos - 2012 a 2022.

Esse é o terceiro evento sobre este assunto: Missões no Sertão. Vale a pena conferir! O evento acontecerá em Juazeiro do Norte no Ceará de 05 a 07 de setembro deste ano.

Dica de Leitura: O Avivamento do Odre Novo.


Essa semana tomei conhecimento deste livro. Busquei logo pesquisar e já consegui um exemplar emprestado. A leitura do primeiro capítulo foi muito impactante e trouxe muito confronto. Amo livros que causem confronto, pois o final é sempre confortável.

Esse exemplar de Marcos de Souza Borges (Pastor Coty - como é mais conhecido) trouxe lembranças fortes. O livro fala da desintegração familiar. Nunca tínhamos pensado na família com esta palavra: "desintegração" e colocando aos nossos dias atuais: é mais real do que se imagina.

Como membro de igreja, nunca percebi pessoas deformadas na alma. Como líder, hoje, pela misericórdia do Senhor, somos responsáveis por uma congregação do Ministério a qual fazemos parte, percebo histórias de relacionamentos destruídos. Vejo com mais facilidade a cultura do "não casamento" e do "divórcio sem culpa" que deixa rastros de mágoa nas pessoas que por mais que digam que estão bem, a fala delas sempre termina no outro e não nelas mesmas.

E segundo o livro, quem é líder tem que estar preparado para lidar com pessoas exploradas, abandonadas, abusadas, traídas, frustradas, desprotegidas, machucadas, amaldiçoadas, que tendem a reproduzir a própria situação. 

Como líder, temos que ter uma palavra de "Cura" e olha que nem sou adepta desta Palavra sem ser no sentido de milagre. Entretanto, tenho visto tantas situações anomalas que fica quase impossível não lutar contra a infeliz religiosidade que impera no meio evangélico.

"O Avivamento do Odre Novo" traz fortes confrontos no sentido de nos convertermos a uma fé sábia, capaz de traduzir o sacrifício de Jesus em nossa realidade de forma a superar o mal que nos cerca. O mal que tão sorrateiramente invade vidas, até mesmo dentro das igrejas, que sataniza o nosso redor de tal forma que se torna a preparação ao governo do anticristo. Governo este já até esquecido por muitos que frequentam as igrejas no Brasil.

O livro se propõe a diagnosticar raízes dos problemas e ajudar o leitor a seguir as ordenanças divinas de Cristo; através da Palavra de Deus, a ajudar a sarar almas deturpadas, renovar a mente cauterizada, transformar caráter segundo o de Cristo, liberar dons de Deus na vida do que entende seu chamado; além de ressuscitar ministérios e avivar a igreja

Vale a pena conferir a leitura; partindo para mais um capítulo.

Conferência Missionária Povos Muçulmanos em 2017.


Uma das conferências mais aguardadas por vocacionados que oram para evangelizar muçulmanos. Um preço acessível, um trabalho que a nosso ver está bem estruturado por seus organizadores. Vale a pena conferir e dá tempo de organizar sua caravana.

Seminário de Missões: Escola de Missão Integral em 2016.


Dia 10 de setembro na Igreja Evangélica Palavra de Vida em Vila Aliança no bairro de Bangu, zona oeste da cidade do Rio de Janeiro/RJ.



19º Encontro Estadual de Missões no RJ em 2016


Um dos eventos mais esperados do Rio de Janeiro tem confirmação de suas datas: 14, 15 e 16 de outubro em Pedra de Guaratiba no Rio de Janeiro/RJ.

Todos os povos te louvem 2016.

28 de julho de 2016

Quando o púlpito vira palco!

Durante muito tempo, pensei que uma igreja sem púlpito fosse um sacrilégio. Afinal, o púlpito não é só um mobiliário importante, mas faz parte de toda uma liturgia de culto. É nele, no púlpito, que o sacerdote lê as palavras bíblicas, exorta e apoia os cristãos, incentiva e explica normas de conduta da Ética Cristã.

Quando começaram a retirar o púlpito e colocar artistas, meu coração meio que saltou da boca. Tive quase um enfarte. Achei surreal. No entanto, após uma longa observação de várias igrejas que percorri no sertão do Nordeste, no interior de Minas, no interior do Rio de Janeiro e em outras instituições que tive a oportunidade de estar... Percebi que o púlpito não é mais usado em sua origem natural. O mobiliário virou um saco de boxes, onde palestrantes esmurram várias vezes durante suas eloquentes afirmações.

O púlpito virou lugar de comunicação exagerada e narcisista, perdendo a finalidade no contexto do culto. Púlpito virou barraca de camelô, onde os palestrantes com sorrisinho largo e fingindo estar sem jeito pedem permissão ao pastor local para apresentar suas mercadorias: são livros, cds, dvds, chaveiros, marcadores de Bíblias e só não vendem calcinhas e cuecas autografadas porque seria pedir demais ao estômago dos anciãos.

Não se sobe mais com o temor de antigamente, não se encosta mais no microfone com a responsabilidade de antes... Não se fala mais de pecado, pra quê citar santificação e nunca fale dos falsos mestres... É capaz de você nunca mais ser chamado para ter oportunidade.

A infame Teologia da Prosperidade invadiu as falas dos profetas: “Eis que vou abrir as portas”, “Veja a chave que te entrego”, “Tome posse dessa casa”... A conquista material virou o baú dos tesouros dos profetas atuais. Aquele que entrega a profecia, ainda fica na esperança de ser lembrado por algum agrado. Ser profeta hoje é receber do que recebeu a profecia, algo por sua "ajuda espiritual". MERCENÁRIOS!

E os Congressos? Os congressos não são mais para despertar vocacionados, não possuem mais objetivo de orientar pessoas biblicamente... O negócio é angariar recursos, é ter renda, é repassar os recursos, é se enfurnar em livros caixas buscando superar metas. Os lobos devoradores vão entrando nas igrejas e as ovelhas burramente vão mostrando como a lã está bonita e a carne bem gordinha! 

Como se não bastasse o púlpito ser feito de mesa de camelô, ainda vemos muitos fazendo do púlpito o lugar das risadas. São pastores, conferencistas usando o microfone para “descontrair” o público. Alegrar um pouquinho. Arrancar a cara carrancuda dos velhinhos e desembaraçar os jovens reprimidos. Vamos rir! Vamos gargalhar! Afinal, a igreja está virando um belo teatro mesmo; cheio de personagens espalhafatosos com seus ternos brilhantes, seus anéis falsificados e muito sapato pontudo engraxado ao máximo para não deixar de brilhar.

O povo gosta de entretenimento, então, vamos “vacalhar” com os personagens bíblicos e trazer para a linguagem de hoje palavras como “Puta” e “Sacanagem” como se não fosse o profano no meio do sagrado, levando a galera a dar umas risadinhas e nem perceber que Deus já não está mais no ambiente.

São histórias contadas com tamanha entonação e interpretação que parece até que as “piadinhas” não afetam ninguém. – “São os novos tempos!” Dirão alguns! Vamos satirizar, vai ser mais fácil o entendimento das pessoas... São atores fingindo serem pastores! Comediantes usando da Didática Escolar para chamar a atenção dos “alunos”, prendendo a atenção daqueles que leem pouco, que não se informam direito, que não leem o texto todo, mas somente os títulos... Aqueles que julgam livros pela capa e perdem a oportunidade de aprender com o contexto.

E não podemos esquecer-nos dos psicólogos de plantão, que querem afirmar a todo custo que você não está curado. Você é um doente espiritual! Você precisa entender a Palavra de forma espiritualizada, precisa de encontros para se redescobrir, precisa relembrar falhas passadas e seguir em frente pensando só na alegria e na pureza do Evangelho. Esses são os piores! Fazem-me lembrar dos personagens antagonistas de histórias em quadrinhos e do espiritismo que tem algumas vertentes nesse contexto influenciando milhares de crianças e adolescentes através de desenhos e filmes.

Se somente lessem a Palavra e meditassem nela, não cairiam como “patinhos” em pregações tão esdrúxulas e com segundas intenções como essas. Receitas prontas que mexem com problemas emocionais muito naturais de acontecer ao ser humano enquanto estivermos nesta terra. 

Sério! A pregação deve ser pública, mas não precisa de terapia grupal!

É preciso buscar um cuidado maior no uso apropriado do púlpito na liturgia de culto. A Bíblia Sagrada é a verdade. Leiam! Não sejam presas fáceis de qualquer ardiloso teatrólogo, que interpreta bem o papel de pastor, que usa de artifícios para entreter seus ouvintes e ganhar popularidade entre seus membros.

A Bíblia é nossa regra de Fé! Faça de seus ensinamentos a sua prática cristã.

“E leram no livro, na lei de Deus; e declarando, e explicando o sentido faziam que, lendo, se entendesse.”
Neemias 8.8

Então, é melhor uma igreja sem púlpito, mas com artistas cheios da palavra e de louvores edificantes que mudem vidas do que uma igreja com púlpito tendo pastores "artistas" sobre ele, levando milhares ao inferno.


24 de julho de 2016

Dica de Leitura: Deus, a Liberdade e o Mal.


O livro "Deus, a liberdade e o mal", de Alvin Plantinga, da Edições Vida Nova analisa os argumentos principais da existência de Deus, além de sua relação com o mal e o livre arbítrio.

Alvin Carl Platinga nasceu em Michigan em 1932 e é um filósofo norte-americano conhecido por seu trabalho na filosofia da religião. É considerado o orincipal filósofo protestante ortodoxo dos EUA pela revista Time.

“Apesar de usar ferramentas da filosofia, o livro que o leitor tem em mãos não é direcionado apenas a filósofos profissionais. Como o próprio autor faz questão de mencionar, o livro foi escrito principalmente para o leitor comum, o teólogo e o principiante em filosofia. É notório o esforço de Plantinga para explicar cada proposição e argumento de forma clara e simples tanto quanto possível. Se o leitor tiver paciência de acompanhar seu raciocínio, seguindo à risca as orientações do autor e buscando compreender cada passo de sua argumentação, no final da leitura, a recompensa será inevitável. Afinal, a filosofia não é uma disciplina que se dedica a falar o que todo mundo já sabe com palavras que ninguém entende.” -  Jonas Madureira.

“Num tempo em que a educação filosófica dos jovens aumenta enquanto sua educação teológica diminui, e no qual emergem fenômenos como o ‘filósofo pop’, é essencial que líderes e ministros cristãos aprendam a se comunicar através da linguagem filosófica. E quem quiser entrar nessa conversa precisa ler Alvin Plantinga.” - Guilherme de Carvalho.

Para quem gosta de Filosofia, vale a pena conferir.
Como eu sempre digo: "Livro é para ser lido" - Patricia Telles.

23 de julho de 2016

Satanismo nas Escolas Americanas.



Durante um bom tempo, nós pesquisamos sobre o Templo Satânico que existe nos Estados Unidos. Observamos suas atividades, quem costuma participar e o que seus integrantes professam. A curiosidade aumentou quando integrantes de um grupo do Templo resolveu defender a liberdade individual e o secularismo em escolas públicas, por verem ser distribuídas Bíblias nas instituições por cristãos evangélicos. O protesto surgiu contra uma decisão do Conselho Escolar do Condado Orange, na Flórida em setembro de 2014, que permiti a distribuição de bíblias nas escolas públicas locais. Não sei porque só escrevo sobre isso agora, mas acho relevante relembrar.

Na época, integrantes do grupo satânico queriam ter os mesmo direitos de entregar literatura nas escolas. Chegaram a anunciar que distribuiriam um livro de colorir e de atividades com temas pagãos e satânicos aos alunos do condado. Tudo porque o Conselho Escolar do Condado Orange, na Flórida, permitiu a entrega de materiais religiosos nas escolas públicas. 

O protesto aconteceu, segundo o site G1, depois que outro grupo defensor da separação entre Igreja e Estado nos EUA ser proibido pelo conselho de distribuir panfletos sobre o tema, apesar de o mesmo órgão ter permitido que um grupo cristão evangélico distribuísse bíblias nas mesmas escolas.

Isto é, o grupo pedia igualdade de direitos. Isso nos faz lembrar, que no ISERJ, onde estudamos a vida inteira, tivemos a oportunidade de receber todo tipo de literatura cristã ou não. Recebemos Novos Testamentos através de alguns professores, recebemos nas portas de acesso à instituição vários livros com assuntos sobrenaturais e kardecistas, além de sermos abordados várias vezes por Testemunhas de Jeová e os Gideões.

Sinceramente, cremos firmemente, que quando Deus tem um Plano de Salvação para nossa vida, nós podemos ser abordados por todo tipo de literatura, mas a que prevalecerá em nosso coração é a Palavra de Deus. Claro, não nos sentiríamos nada agradáveis ao ver nossos filhos chegando em nosso lar com um livro de apologia ao demônio para colorir em casa. Acreditamos que nossos valores sejam melhor respeitados se eles não fossem afrontados dessa forma, mas entendemos que a única maneira de se evitar isso é mantendo a separação entre Igreja e Estado. Fora, que livro é livro. Livro é para ser lido!

As pessoas têm direito de escolher o que querem seguir, mas nossa obrigação enquanto cristãos é buscar alternativas para que tenham acesso à literatura bíblica. Só que não precisa ser, necessariamente, em escolas públicas. A coisa mais responsável a fazer é garantir que todos tenham acesso a uma variedade de opiniões religiosas diferentes, e que possam ser capazes de entender o amor de Deus e segui-Lo através do sacrifício de Cristo na cruz.

Não é proibindo o lançamento de um livro, boicotando uma leitura por causa da capa ou ilustrações, mas acompanhando o filho na leitura que ele será capaz de perceber o que é o não de Deus. Não, não concordamos com o grupo satanista. No entanto, fica muito claro para nós que a melhor forma de distribuir o material impresso é nas ruas enquanto temos liberdade religiosa para fazê-lo no Brasil, pois nos EUA, as escolas já estão impregnadas de valores sincretistas.



A cartilha em questão nas escolas americanas está batizada de "Grande livro satânico de atividades para crianças", que já tem uma versão digital, traz atividades e brincadeiras conhecidas, como caça-palavras, o jogo das diferenças, ligue os pontos, desenhos para colorir e labirintos em papel. Até aí tudo bem senão fossem os desenhos de imagens demoníacas de Baphomet, o bode que representa o demônio, do cão Cérbero, guardião da entrada do inferno, e do pentagrama, a estrela de cinco pontas do paganismo. Tá! São só imagens. Eu mostraria ao meu filho e o ensinaria a vencer este ensinamento através das Palavras de Cristo. 

O Templo Satânico é conhecido por seus esforços em chamar a atenção para aspectos da vida pública que têm o envolvimento de diferentes grupos religiosos. Em Oklahoma, por exemplo, o grupo construiu uma estátua satanista para contrastar com um monumento dedicado aos Dez Mandamentos do Cristianismo, afirmando que, se esse monumento não existisse, eles desistiriam da ideia de criar o seu próprio.

No entanto, a iniciativa deles ficou frustrada. A Justiça local vetou a estátua. A mesma que seria inaugurada na cidade acabou revelada aos seguidores em um prédio industrial sem holofote algum da imprensa em uma cerimônia privada.

Deus é Deus irmãos!




Na verdade, seguidores do Satanismo querem é assunto, pois nós cristãos nos deparamos com os triângulos maçons em vários lugares do Brasil e nem por isso deixamos de adorar a Deus. Bendita a época que tinha aulas de religião nas escolas e que as crianças podiam escolher qual aula estudar. Bem que poderia voltar, mas daí outros grupos iriam querer a mesma presença... Infelizmente, há uma gama de seitas doida para fazer bagunça na mente das pessoas. Dirá, crianças. Então, que leiamos mais livros, que ajudemos nossos filhos a interpretar melhor suas leituras e que possamos em oração cuidar uns dos outros, pois os dias maus estão aí.



Acompanhe a postagem completa sobre o lançamento dessa cartilha que aconteceu em 2014 nos EUA:



A Beleza da Mulher Missionária.


"Dia da Beleza Missionária" diz o banner de uma igreja Batista. Achei o máximo! Cuidado com o templo do Espírito Santo de Deus. Quem nunca ouviu que deveria ter zelo pelo corpo carnal, que abriga a alma e o espírito e é sede do Espírito Santo? Quando se trata da figura feminina, então, o cuidado deve ser redobrado. Por isso, a mulher deve ser limpa, cuidar da sua aparência, sua postura e procurar manter-se em forma por uma questão de saúde e não de vaidade.

Cabelos despenteados, mal cheiro, suor exagerado, hálito desagradável, roupas furadas, manchadas e rasgadas é o que nós missionários encontramos muitas vezes quando saímos a realizar nossa missão evangelística. No entanto, se você está no campo missionário. Receber um abraço de um novo convertido molhado em suor, com cheiro de quem não toma banho a dias, hálito de dente apodrecido na boca, roupas sujas de secreção ou meleca... Com certeza, se o seu coração for missionário. Isso será o que menos importa naquele momento.

Você só precisa lembrar: Deus te emprestou esse corpo, então, tome conta dele e comece a se valorizar e se amar.

Para que o amor de Deus reflita através da sua vida e seu testemunho pessoal alcance pessoas, cuide-se. Mostre que pessoas podem ter uma vida transformada pelo Espírito Santo, podem ser tocadas pelo amor de Deus e podem ser chamados de irmãos por você. A sua beleza não os ferirá mais nutrirá neles o desejo de parecerem-se com você: MULHER!

A beleza da mulher missionária existe! Deve ser de dentro para fora, mas o seu exterior precisa refletir o bem que Jesus faz em você. 

Seja exemplo!

Missionário precisa saber orientar acerca de casamentos.



Essa semana conversamos bastante com um missionário que falava da dificuldade que tinha de ajudar casais na obra missionária. Solteiro, no campo há mais de 20 anos, numa cultura em que o casamento não aceita divórcio e muito menos um novo casamento. Falava que casais começaram a procurá-lo falando sobre traição e separação.

Desafio armado! O que mais chamou a minha atenção foi o fato de só após 20 anos ele se deparar com esta situação. Incrível! A ideia que dei foi a que estamos fazendo no Brasil atualmente... Encontro e Jantar de Casais com Palestras. Deixei bem claro que não sabia se serviria para índios bolivianos, mas era uma oportunidade. Ele poderia aproveitar a própria cultura deles para uni-los. 

A verdade é que um missionário ou pastor que sai a evangelizar em outro país, mesmo que não seja casado precisa ler sobre tudo para saber orientar. Há tantos livros que auxiliam a leitura bíblica nos ensinamentos cristãos.

Sinceramente, dei a ideia, mas detesto Encontro de Casais. Não curto mesmo! Prefiro uma boa viagem com meu esposo. Nada como novos ares, novos ambientes e cultura para distrair a mente, tocar na ferida e curar as tristezas. Para mim, viajar será sempre a melhor opção. AMOOOOO!!!!

Mas o assunto não é viagem. É a situação de como orientar casais em apuros. Sinceramente, a primeira coisa que eu perguntaria é o que as levou a concretizar a união. Sinceramente, creio que ouviria de alguns casais que conheço a seguinte frase: “Eu me casei porque quis”. 

Sabemos que para um casamento cristão acontecer... Várias etapas são necessárias. No entanto, em um casamento mundano o que importa não é o motivo que os levou a unir-se, pois os desejos carnais falam mais altos que os espirituais. O casamento mundano é baseado na vontade própria e é como um ovo podre. Fede! Parece bonito por fora... Todo branquinho, mas por dentro está fedido e podre, cheio de amarguras, frustrações e negligências pessoais. O resultado é a separação e o divórcio = falência da relação.

O amor humano passa rápido após o fim do desejo sexual. Nenhum status social dentro ou fora das igrejas é suficiente para sustentar a relação. O casal tende a reconhecer que o casamento não vai bem. A aparência insiste em fazer os parceiros usarem máscaras para evitar a vergonha do fracasso. Alguns terminam em separação, enquanto outros vão se sustentando em suas próprias mentiras: “Tudo vai passar” – “É só uma fase ruim”, mas tais casamentos não passam de remendos muito mal costurados. É que houve ali uma tentativa de se criar, pela vontade do casal, algo que só Deus pode criar. A solução!

Muitos jovens em nossas igrejas casam com o pensamento voltado à profecias, outros porque o sexo aconteceu antes e o casamento torna-se um caminho ao conserto, ainda outros se casam porque sabem que Deus está no controle e esta é a Vontade dEle. Porém, um casamento não é cristão apenas pelo fato de ter sido oficializado numa igreja ou ter sido realizado por um pastor ou padre; mas o é porque está no coração de Deus e nos foi dado por Ele. 

O casal se une para obedecer à vontade de Deus. “Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e serão dois numa só carne” – Efésios 5.31 - O casamento cristão é fato quando o Espírito de Deus testifica no coração dos dois. Deus une um casal para realizar o Poder de Sua Palavra. Só o amor de Deus é capaz de sustentar um bom casamento. E ele nasce quando reconhecemos que nosso casamento é da vontade de Deus e que foi Deus que nos escolheu um para o outro. 

Logo, o nosso casamento deve estar em constante obediência à vontade de Deus, pois enquanto amarmos a Deus mais que ao nosso companheiro (a). Estaremos no Centro da Vontade do Altíssimo. Nada de máscaras! Nada de mentiras, nada de fantasias... O casamento é mais real que qualquer outra forma de relacionamento na Terra. O casamento gera Parceria, Unidade, Fidelidade e muita, muita cumplicidade dentro da Palavra de Deus.

Independente da cultura, da forma como o casamento se deu ou a forma que tem sido conduzido até aquele momento. Se você é procurado por alguém em sua igreja, pedindo ajuda, orientação... Oriente segundo os princípios bíblicos. Suas experiências nada tem a ver com a experiência daquele casal. Não é preciso ser casado para ajudar um casal, apesar de eu achar que seja a opção mais óbvia.

No campo missionário você encontrará mulheres que apanham de seus companheiros, encontrará casais bígamos... Verá de tudo. Esteja preparado! 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!

Missões Uruguai em Treinta y Trés.

10ª Expedição Missionária Bela Vista do Piauí.