Congresso CBM

Congresso CBM
23 a 27 de outubro de 2017

Participe e nos ajude a levar doações aos nordestinos em janeiro de 2018!

Participe e nos ajude a levar doações aos nordestinos em janeiro de 2018!

QUAL É A SUA DESCULPA?

QUAL É A SUA DESCULPA?
Faça Missões! Obedeça a Ordem de Jesus Cristo.

Seguidores

O que você procura?

20 de março de 2010

Tommy O'Dell - Um pastor de ovelhas.


FOTO GOOGLE
Tommy O’Dell tem 42 anos e é líder do Frontier Evangelism, ministério sediado na cidade de Cleveland no Tennessee, Estados Unidos da América. Este ministério não prega igreja ou denominações. O principal objetivo é falar de Jesus Cristo através do louvor e do exercício da Palavra de Deus aos povos, com espaço para o sobrenatural em que a operação de milagres se faz presente.

O ministro da Palavra de Deus, Tommy O’Dell esteve em mais de 64 países evangelizando e por onde passou, O’Dell pregou a mensagem de Jesus, experimentando a operação de milagres. Coisa que não vemos com tanta frequência ultimamente, devido aos vários charlatães que insistem em denegrir a imagem do Evangelho de Cristo.

Ex-viciado em drogas, Tommy O’Dell teve um encontro com Deus quando tudo não tinha mais razão de existir. Sozinho, pediu a Deus que o libertasse do vício e que o cura-se. O missionário afirmou em entrevista à Revista Graça - a revista da fé cristã, Ano 7 - n°84, que lemos novamente ontem, que sua conversão se deu com Deus entrando dentro dele. Esta experiência é comparada a um calor passando dentro de seu corpo e pela sua mente, de forma que o fogo do Espírito Santo queimou-o deixando-o curado em seguida.


Quisera Deus ouvíssemos mais destes testemunhos assim, mas o que temos visto nas Tv´s ultimamente são “milagrinhos” tipo: “minha dor de cabeça passou”; “Entrei mancando e saio andando”; “Consegui um emprego novo”... E nos perguntamos... Onde está o Milagre?

Quando lemos uma entrevista como a que foi realizada com O’Dell, podemos ter certeza de que milagres ainda existem e acontecem no mundo, pois o missionário teve um real encontro com Deus que o restaurou, dando-lhe condições de conquistar uma família e o de continuar realizando a obra do IDE. Prova disso, é que depois de liberto e casado, não parou. Continuou viajando pelo mundo, falando de Cristo Jesus.

Daí em diante são mais de 64 países que tiveram a presença deste servo de Deus ministrando a Palavra do Senhor com testemunho e musicalidade. Inclusive o Brasil através da Igreja da Graça. O que aprendemos com esta experiência memorável é que Deus não se limita aos que estão dentro da igreja para fazer a sua Obra. Se você resolveu se acomodar em seu “banquinho”, Parabéns, você acaba de ser substituído por alguém que resolveu não ficar sentado. Se necessário for e estiver em Seus planos, Deus buscará a ovelha perdida e fará dela um escudo contra as armadilhas de Satanás sobre as almas que pertencem ao Senhor Deus.

É nosso dever enquanto servos do Deus Altíssimo obedecer a sua Palavra e levá-la aos que nunca tiveram contato com a mesma, pois se não fizermos isso... Deus levantará outra pessoa para fazer. Coloquemos-nos de pé em 2010. Saiamos de nossos acomodados banquinhos de igreja e usemos mais as solas de nossos sapatos para que as nossas mãos tenham mais contatos com as pessoas que precisam conhecer a Jesus, assim nossas bocas abrirão mais para falar de Seu amor.

Assistam ao vídeo:
Omega Church Special Guest Tommy O'Dell



QUERO SER MISSIONÁRIO! VOCAÇÃO OU FOGO DE PALHA?


FOTO GOOGLE
Missionário é o ser, o servo de Deus, o membro de uma instituição religiosa, que autorizado pela igreja leva a mensagem do Evangelho a todos os povos. O obreiro recebe uma chamada de Deus. Não é uma “bronca”, mas um chamado para realizar uma ação. Este obreiro ao receber esta chamada sabe que vem de Deus e sente-se impelido a concretizar a Obra de missões. Só que não basta somente ter a chamada. 

Necessário é a preparação para exercer esta honra de ir a um local desconhecido, onde existe uma cultura diferente, um clima adverso, uma situação social, às vezes, brusca. É preciso dedicar-se à oração, ao estudo da Palavra de Deus e renunciar tudo em benefício da obra de missões. Não é fácil, mas é possível. E quando se falta tudo: tudo mesmo... Que vai desde a vida cômoda até ao distanciamento de pessoas mais íntimas.


A parte mais difícil é cuidar da vida pessoal que, com certeza, afeta ou ajuda a obra missionária. É muito importante ter uma profissão (Médico, enfermeiro, assistente social, advogado, professor, engenheiro, cabeleireiro, cozinheiro, entre outras...). Principalmente, uma profissão que o ajude a permanecer no campo sendo útil a população local. 


É preciso cuidar de seus documentos e manter uma certidão negativa (estar em dia com as obrigações militares, no caso dos homens; estar com o nome “limpo na praça”, desde compras até situação penal, para que o "nada consta" o libere como um cidadão de bem). Além, claro, de preparar sua família para esta Missão. Se solteiro necessário se faz dar condições de que seus pais fiquem bem sem sua presença. Se casado, faz-se necessário providenciar tudo para que sua família siga com você ao campo de ação.


Cabe à igreja, a responsabilidade de analisar sua chamada e providenciar os recursos necessários, para que o obreiro (a) vá ao campo e desenvolva o seu ministério da melhor maneira possível. Isso só é fácil de realizar, quando o missionário tem uma integração total com o líder da igreja, para que juntos possam trabalhar em prol das almas.


O comportamento ético é fundamental em toda a obra de missões. O obreiro deve evitar atitudes que denigram a imagem da igreja e de Jesus perante a população local inserida. Se o obreiro segue para um local, onde já tenha uma congregação fica fácil, pois este só irá determinar mudanças e administrará com uma nova liderança, mas se vai a um local onde não haja nenhuma congregação... Deve estar disposto a retirar “pedras” do caminho. Deve buscar um local para implantar a igreja (construindo ou alugando um imóvel).


O mais importante é que não sucumbam às adversidades que apareçam e que se mantenham firmes, vencendo a solidão e às dificuldades locais (clima, relevo, situação econômica, política...). A comunicação com a igreja matriz é fundamental para que relatórios sejam enviados constantemente, deixando a igreja informada sobre as necessidades financeiras.


É necessário, também, que o missionário saiba identificar a hora de retornar do campo e isso só acontece se mantiver sua intimidade com Deus através de muita oração e jejum, para que possa ser capaz de ouvir Deus falar da mesma maneira que O ouviu sobre sua chamada. Isto é, deve ser capaz de ouvi-Lo sobre seu retorno ou ida a um novo campo.


Seguindo estes pequenos passos, aquele que almeja viver Missões não terá dificuldades em sua vida espiritual, material e social, pois Deus estará no Centro da vida dele o tempo todo.

Fonte:
ANDRADE, Claudinor Corrêa de. Dicionário Teológico. 6ª ed. ver. ampl. Rio de Janeiro: CPAD, 1998.


CARRIKER, C. Timóteo, ed. ger. Missões e a Igreja Brasileira. 5 v. São Paulo: Mundo Cristão, 1993.


OLIVEIRA, Temóteo Ramos de. Como ser um Missionário - um guia prático para os vocacionados ao trabalho de missões. 4ª ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2006.


GONÇALVES, Severino. A Palavra Falada - God Bless América. 2ª ed. São Paulo: Copyright 2001 por Severino Gonçalves. 2002.

RELACIONAMENTO MISSIONÁRIO - UM DESAFIO NA IGREJA.


FOTO GOOGLE
A Igreja do Senhor no Brasil é composta de pessoas de todas as idades e com personalidades muito diversificadas. Normal! Afinal, devido a grande miscigenação à qual estamos inseridos... Essa mistura é real, pois o nosso contexto cultural nos dá a naturalidade de saber que, por isso, o conflito de gerações é inevitável. 

Sempre há o que quer envolver-se com atividades mais inovadoras e dinâmicas, ao passo que os mais velhos e os acomodados preferem à rotina inserida de muitos anos, que são mais seguras e menos ousadas. 

Tudo depende do líder. Se o superior não os tratar como um Ditador... Tudo será feito com mais facilidade entre os mais novos. A humildade é ordenada a todos e isso acalma e equilibra as coisas. Se todos demonstrarem o mesmo espírito de submissão entre si, certamente, a juventude render-se-á ao amor devotado pelos mais idosos.


Por sua natureza forte e impetuosa, às vezes, os jovens tornam-se afoitos e ansiosos quanto a sua expectativa diante da vida e da obra de Deus e acabam sendo inexperientes. Desrespeitam e desconsideram os obreiros mais maduros. Infelizmente, temos visto que os jovens estão cada vez mais conscientes de que precisam se dar limites enquanto membros de uma instituição religiosa, mas o que vemos  mesmo... É o contrário entre os mais idosos, que insistem em valer sua palavra, desrespeitando opiniões alheias, baseando-se em leis humanas para fazer valer sua voz nas igrejas.


A Palavra de Deus nos ensina, principalmente, no livro de Provérbios e 1 Pedro, que os jovens devem ser submissos aos anciões e condiciona a bênção da graça de Deus à sujeição e ao revestimento da humildade. 


Por outro lado, o jovem não deve ser sufocado e o ancião ou pastor da igreja deve saber como tratar de forma correta a juventude que Deus lhe confiou.

MISS. RAQUEL FERNANDES - MISSÕES EM LIMA NO PERU.


SEGUE O RELATO DA MISSIONÁRIA RAQUEL FERNANDES É MEMBRO DA IGREJA BATISTA PENIEL E PREPAROU-SE DURANTE TODO O ANO DE 2009, EM UM SEMINÁRIO MUITO FORTE CULTURALMENTE, PARA INGRESSAR EM TERRITÓRIO PERUANO E PREGAR A PALAVRA DE DEUS.

LEIAM O E-MAIL QUE ELA ME ENVIOU.

"Que Dios te bendiga. Estou muito bem, graças a Deus. Graças as orações de vocês não tive nenhuma dificuldade na adaptação, apesar de me sentir como criança em face ao desafio de uma nova língua, mas tenho me virado. As crianças amam fazer “broma” (brincadeira) de mim por causa das gafes, mas no final... Ficam orgulhosos por ter a oportunidade de me ensinar algo.

A cidade de Lima vive imersa numa idolatria além do que possas imaginar... Faz-me lembrar o VT quando Deus falava ao povo a respeito dos postes ídolos etc. Todo monte tem um ídolo, cada vila tem um ídolo (e são muitas vilas) muitas vezes acima das casas ou no quintal há um ídolo, nas praças sempre tem um ídolo, nos campos de futebol, colégios e estabelecimento comercial, São muitos os seminário católicos e igrejas espalhados pela cidade.

O nível de prostituição, drogas, alcoolismo, assalto, acidente no trânsito é muito alto. As pessoas são muito deprimidas, tristes, o peso espiritual é algo tão forte, que até parece que podemos tocar, há muita pobreza. Os idosos são os que mais sofrem, não existe um apoio governamental a eles, como no Brasil, e tão pouco os familiares os apóiam, assim sendo necessitam trabalhar vendendo frutas, doces ou outra coisa qualquer nas ruas para se manterem.

Contudo Lima não é só isso, tem muitos lugares bonitos. O Jardim Zoológico daqui é imenso e muito bonito, o parque das águas. Os prédios antigos são lindos uns conservados outros não. Os ônibus parecem de brinquedo uma gracinha, ah! E tocam música o tempo todo, o cobrador fica em pé na porta do ônibus, gritando para onde vai e pedindo às pessoas para subirem, e bem rápidas!

As comidas são gostosas, muita coisa que tem aí, aqui não tem e vice versa. A Igreja do Pr. Joselito tem atividades quase todos os dias. Tenho auxiliado nos cultos tocando “panderola” (pandeiro). Aqui tem instrumentos, mas não tem músicos. Tenho dirigido cultos, compartilhado a palavra, na próxima sexta estarei ministrando um estudo na reunião de mulheres, e tudo isso em Espanhol, acredite se quiser! Bem devagarzinho pra não errar nada, mas orar! é muito difícil... Como pensar o que dizer em oração!

Tenho feito visita nos lares, pois visitar aqui e algo imprescindível, limpado igreja... Ajudo nos afazeres da casa onde estou hospedada... Temos trabalhado com crianças aos sábados à tarde, num bairro bem distante (Huodoy). Não há água nesse local e a luz, agora, que começaram a instalar, (não existe ninguém pastoreando essa igreja).

A partir da próxima semana começarei a passar os finais de semana nas outras igrejas onde vou compartilhar a Palavra. Orem por esse tempo, pois nessas igrejas não há falantes de português. Já ia esquecendo! O frio é de lascar. (kkkkkkkkk)

No momento não posso receber ofertas, porque estou em treinamento, em abril de 2010 estarei em definitivo aqui em Lima no Peru. Aí sim, eu poderei receber, mas agradeço pela disponibilidade e atenção.

Seguem fotos que são do templo onde temos o trabalho com as crianças.


Com carinho,
Missionária Raquel Fernandes
Lima - Peru"





Querendo contribuir:
BANCO BRADESCO
Ag. 2916-5
Poupança 1003579-1. 

Envie uma carta de apoio: 
MISSIONÁRIA RAQUEL FERNANDES
Urbanizacion La Perricholi Manzana A Lote 8, Rimac, Lima - Perú.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

RESPEITE OS CRÉDITOS!!!

Por favor, respeite os direitos autorais e a propriedade intelectual (Lei nº 9.610/1998). Você pode copiar os textos para publicação/reprodução e outros, mas sempre que o fizer, façam constar no final de sua publicação, a minha autoria ou das pessoas que posto aqui e que, muitas vezes, aqui escrevem. Afinal, algumas postagens do "Blog Uma Visão Missionária" trazem imagens de fontes externas como o Google Imagens e de outros blog´s.

Se alguma for de sua autoria e não foram dados os devidos créditos, perdoe-me e me avise (pahesa.andrade@gmail.com) para que possa fazê-lo. E não se esqueça de, também, creditar ao meu blog as imagens que forem de minha autoria.

Projeto MICRI e a Expedição Missionária Piauí

Chamado Missionário?

Aniversário do Blog!